jusbrasil.com.br
18 de Janeiro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Ceará TJ-CE - Habeas Corpus : HC 0621768-90.2020.8.06.0000 CE 0621768-90.2020.8.06.0000 - Inteiro Teor

Tribunal de Justiça do Ceará
há 10 meses
Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
1ª Câmara Criminal
Publicação
16/03/2020
Julgamento
16 de Março de 2020
Relator
FRANCISCO CARNEIRO LIMA
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-CE_HC_06217689020208060000_0e85d.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

ESTADO DO CEARÁ

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

GABINETE DESEMBARGADOR FRANCISCO CARNEIRO LIMA

Processo: 0621768-90.2020.8.06.0000 - Habeas Corpus

Impetrante: Nicole Andrade Furtado

Paciente: Francisco Fabiano Albuquerque Magalhães

Impetrado: Juiz de Direito da Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Fortaleza

Custos legis: Ministério Público Estadual

DECISÃO MONOCRÁTICA

Trata-se de Habeas Corpus, com pedido de liminar, impetrado em favor do paciente Francisco Fabiano Albuquerque Magalhães, preso pela prática dos crimes tipificados no art. , da Lei nº 12.850/13, e no art. 20, da Lei nº 7.170/83, indicando como autoridade coatora o Juíz de Direito da Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Fortaleza.

Alega, em suma, excesso de prazo na formação da culpa.

Liminar indeferida às fls. 9/10.

Informações da autoridade impetrada às fls. 13/15.

Manifestou-se a douta PGJ pela prejudicialidade do writ, aduzindo que já foi prolatada a sentença condenatória no Juízo a quo, conforme fls. 18/19.

É o relatório, no essencial.

Decido.

O presente remédio constitucional foi manejado com o intuito de fazer cessar possível coação ilegal à liberdade de ir e vir do paciente, que estava sob custódia do Estado.

ESTADO DO CEARÁ

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

GABINETE DESEMBARGADOR FRANCISCO CARNEIRO LIMA

No entanto, em consulta aos autos de 1º grau, constatou-se que a ação penal sob nº 0000730-10.2018.8.06.0140 , foi devidamente julgada em 03.03.2020 , condenado o paciente a uma pena de 06 (seis) anos e cumprimento da pena em regime inicialmente fechado.

Assim, com a superveniência de sentença penal condenatória pelo juízo monocrático, perde objeto a tese levantada pelo ora paciente, sendo entendimento jurisprudencial que o decisum condenatório constitui novo título prisional.

Cabe, ainda, reconhecer que o remédio constitucional findou prejudicado, ante a absoluta perda de objeto, porquanto cessou a apontada coação. Destarte, inexiste legítimo interesse na presente ação por parte do impetrante, com fulcro na hipótese preceituada no artigo 659, do Código de Processo Penal:

Vejamos:

Art. 659. Se o juiz ou o tribunal verificar que já cessou a

violência ou coação ilegal, julgará prejudicado o pedido.

Vejamos a jurisprudência nesse sentido:

HABEAS CORPUS – excesso de prazo – sentenciamento do feito – questão superada – writ prejudicado. HABEAS CORPUS - superveniência de sentença condenatória – mudança de título - ordem prejudicada.

(TJ-SP 20083553820188260000 SP

2008355-38.2018.8.26.0000, Relator: Lauro Mens de Mello, Data de Julgamento: 19/04/2018, 15ª Câmara de Direito Criminal, Data de Publicação: 20/04/2018)

Tem-se ainda o Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará que trás previsão no mesmo sentido:

ESTADO DO CEARÁ

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

GABINETE DESEMBARGADOR FRANCISCO CARNEIRO LIMA

“Art. 258. O pedido será considerado prejudicado quando cessada a ilegalidade da violência ou coação, ou superado o motivo determinante da delonga no andamento do processo de réu preso”.

Isto posto, JULGO PREJUDICADO o presente habeas corpus, pela perda do objeto, haja vista a superveniência de sentença condenatória, o que implica na extinção do processo, sem resolução do mérito (art. 76, VIII, c/c art. 258, do RITJCE).

Publique-se.

Arquive-se.

Fortaleza, 13 de março de 2020.

DESEMBARGADOR FRANCISCO CARNEIRO LIMA

Relator

Disponível em: https://tj-ce.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/822320274/habeas-corpus-hc-6217689020208060000-ce-0621768-9020208060000/inteiro-teor-822320283